• Wandeth Gonzo

Ignaz Semmelweis

Atualizado: 4 de out.


Ignaz Semmelweis era um médico húngaro que atuava na maternidade do Hospital Geral de Viena na década de 1840. A sepse pós-parto (febre puerperal) foi uma ocorrência comum e quase invariavelmente fatal. Havia duas maternidades no hospital, uma onde os partos eram atendidos por estudantes de medicina e outra onde os partos eram atendidos por parteiras. Os alunos muitas vezes vinham diretamente das salas de dissecação onde trabalhavam com cadáveres com as próprias mãos. A febre puerperal era muito mais comum na enfermaria dos estudantes de medicina, mas ninguém sabia por quê.

Um colega de Semmelweis cortou a mão enquanto realizava uma autópsia e desenvolveu um quadro clínico semelhante de sepse avassaladora e morreu. Semmelweis começou a se perguntar se o contágio poderia ser transmitido pelas mãos e transferido para as mulheres durante o parto.

Ele decidiu exigir que todos os atendentes lavassem as mãos em água de cal clorada antes de assistir a um parto, e a taxa de infecção despencou. Alguns ficaram impressionados com essas descobertas, mas outros, incluindo o superior de Semmelweis, os ignoraram. Em 1843, ele apresentou um artigo intitulado "The Contagiousness Of Puerperal Fever" na Boston Society for Medical Improvement, defendendo que Semmelweis estava de fato correto com essa hipótese.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo