Combate às Mudanças Climáticas




1. Conheça sua pegada de carbono.


Uma pegada de carbono é a quantidade total de emissões de gases de efeito estufa que vêm da produção, uso e fim da vida útil de um produto ou serviço. Isso inclui dióxido de carbono, metano, óxido nitroso e gases fluorados (entre outros gases), que são comumente produzidos por humanos e pela agricultura. Conhecer sua pegada de carbono pode ajudá-lo a identificar áreas onde você pode fazer pequenas mudanças fáceis.


2. Viaje menos.


As viagens rodoviárias foram 19% menores em 2020 do que em 2019, e as viagens aéreas caíram 68% em 2020. Embora a mudança de CO2 não possa ser prontamente observada, as mudanças nas concentrações de poluentes atmosféricos podem ser usadas para testar a veracidade do fundo. aumentar as estimativas de redução de emissões. Um declínio no NO2 foi observado globalmente e em vários países e cidades, bem como um declínio nas emissões de CO2. Precisamos manter essa tendência. Viajar sempre será necessário, mas aqui estão algumas maneiras de diminuir seu impacto ambiental:

Dirija com eficiência - vá com calma no acelerador e nas pausas, além de usar o controle de cruzeiro e fazer a manutenção regular do seu carro para garantir que ele funcione com mais eficiência.


Verifique seus pneus - a baixa pressão dos pneus pode afetar negativamente sua milhagem de gás.


Limite o uso de ar condicionado e condução intensiva na cidade.


Não sobrecarregue seu carro – limite as coisas extras ao embalar seu carro.


Carpool quando possível – isso divide as emissões dos carros e reduz o número de carros na estrada, tornando as viagens mais eficientes.


Voe menos, se possível.


3. Coma menos carne e concentre-se em carne cultivada de forma sustentável.


Os sistemas alimentares são complicados, mas reduzir a carne, em particular a carne vermelha, é melhor para o meio ambiente. A agricultura industrial contribui muito para as mudanças climáticas, aumentando as emissões de gases de efeito estufa, aumentando as toxinas para o meio ambiente e prejudicando os nutrientes em nossa terra.

Troque algumas refeições pesadas de carne por receitas vegetarianas ou veganas para ajudar a reduzir significativamente seu impacto ambiental, além de prestar atenção à origem da carne.

Tente comprar carne bovina 100% alimentada com capim de origem local, quando possível.

4. Crie menos resíduos.


Em média, os americanos desperdiçam cerca de 40% dos alimentos que compram. Para reduzir o desperdício de alimentos e economizar dinheiro, você pode:


Faça um inventário regular do seu frigorífico. Crie uma lista de compras com antecedência e cumpra-a enquanto faz compras para não comprar em excesso ou comprar coisas que não precisa.


Tenha cuidado com o volume. Pode parecer um bom negócio, mas você pode não acabar comendo tudo antes que estrague.


Planeje suas refeições. Não cozinhe mais do que pode comer e adapte as receitas às suas necessidades.


Seja criativo e reutilize as sobras em vez de jogá-las fora.


Congele sua comida se não for usá-la em breve. Isso prolonga a vida útil da sua comida


Leve para casa serviços de restaurante grandes, mas tente usar apenas pratos e louças ecologicamente corretos.


5. Pequenas mudanças começam em casa.


Os lares americanos, em média, distribuem energia como 20% da energia para aquecimento, 13% para água quente, 11% para resfriamento e o restante em eletrodomésticos. Fazer pequenas mudanças pode fazer uma grande diferença:


Mantenha a temperatura estável em sua casa. Diminua o calor, use um termostato programável ou inteligente, se puder, e mantenha as persianas fechadas.


Abaixe o aquecedor de água para 120 graus,


Lembre-se do que seus pais lhe disseram: desligue as luzes e os aparelhos quando não os estiver usando. Desligue, se possível, para reduzir ainda mais a energia.


Transmita filmes por meio de uma smart TV, não do seu console de jogos. Os conselhos de jogos usam cerca de 10 vezes mais eletricidade, pois não são otimizados para reproduzir filmes.


Use um laptop. Os desktops usam muito mais e usam uma fonte constante de eletricidade.


Substitua as luzes por luzes LED, pois consomem até 85% menos energia e duram até 25% mais.


Preste atenção às temperaturas da sua geladeira. O Departamento de Energia dos EUA recomenda cerca de 35 a 38 graus para a geladeira e 0 graus para congeladores. Substitua geladeiras antigas, se possível também. Isso economizará dinheiro e ajudará sua pegada de carbono.


Sele bem a sua casa e isole-a para manter as temperaturas estáveis. Se você tem uma casa mais antiga, certifique-se de re-isolar sua casa, pois muitos usaram isolamento degradável. Por exemplo, antes de 1940, muitas casas usavam serragem e jornal para isolamento.


6. Recicle mais e crie menos lixo.


Os americanos geram cerca de 258 milhões de toneladas de lixo por ano. Desse total, 169 milhões de toneladas acabam em aterros e incineradores. Aqui estão algumas dicas para garantir que seus resíduos acabem no lugar certo:


Procure seus números de plástico para descobrir o que pode ser reciclado. Verifique no site da sua cidade ou estado os números aceitos.


Esvazie e lave os recipientes de alimentos antes de reciclar. Recipientes sujos podem estragar um lote inteiro de recicláveis.


Além de plásticos, recicle papel, aço e latas.


Sempre considere se você pode consertar ou reutilizar itens antes de jogá-los fora.