• Wandeth Gonzo

O que são NFT?


O que são NFT?

NFTs são uma forma de criptoativo que pode registrar a propriedade de um arquivo digital, como uma imagem, vídeo ou texto. Não há garantia do valor de uma NFT e o mercado está repleto de golpes, fraudes, falsificações e manipulação de mercado.


Tokens não fungíveis (NFTs) são ativos criptográficos em uma blockchain com códigos de identificação exclusivos e metadados que os distinguem uns dos outros. Ao contrário das criptomoedas, elas não podem ser negociadas ou trocadas em equivalência. Isso difere de tokens fungíveis como criptomoedas, que são idênticos entre si e, portanto, podem servir como meio para transações comerciais.


NFTs são tokens criptográficos exclusivos que existem em um blockchain e não podem ser replicados. NFTs podem representar itens do mundo real, como obras de arte e imóveis. A "tokenização" desses ativos tangíveis do mundo real torna a compra, venda e negociação mais eficientes, reduzindo a probabilidade de fraude.


NFTs também podem funcionar para representar identidades de indivíduos, direitos de propriedade e muito mais.

A construção distinta de cada NFT tem potencial para diversos casos de uso como representação digital de ativos físicos, ex: imóveis e obras de arte.


Por serem baseados em blockchains, os NFTs também podem trabalhar para remover intermediários e conectar artistas com públicos ou para gerenciamento de identidade. NFTs podem remover intermediários, simplificar transações e criar novos mercados.


Grande parte do mercado atual de NFTs está centrado em colecionáveis, como obras de arte digitais, cartões esportivos e raridades.


Assim como o dinheiro físico, as criptomoedas são fungíveis, o que significa que podem ser negociadas ou trocadas uma pela outra. Por exemplo, um bitcoin é sempre igual em valor a outro bitcoin.

Da mesma forma, uma única unidade de éter é sempre igual a outra unidade. Essa característica de fungibilidade torna as criptomoedas adequadas como um meio seguro de transação na economia digital.

As NFTs mudam o paradigma criptográfico tornando cada token único e insubstituível, impossibilitando assim que um token não fungível seja igual a outro.


Eles são representações digitais de ativos e foram comparados a passaportes digitais porque cada token contém uma identidade única e intransferível para distingui-lo de outros tokens. Eles também são extensíveis, o que significa que você pode combinar um NFT com outro para “produzir” um terceiro NFT exclusivo.


Assim como o Bitcoin, os NFTs também contêm detalhes de propriedade para facilitar a identificação e a transferência entre os detentores de tokens. Os proprietários também podem adicionar metadados ou atributos pertencentes ao ativo em NFTs.


Por exemplo, tokens que representam grãos de café podem ser classificados como comércio justo. Ou os artistas podem assinar sua arte digital com sua própria assinatura nos metadados.


Os tokens não fungíveis são uma evolução do conceito relativamente simples de criptomoedas. Os sistemas financeiros modernos consistem em sistemas sofisticados de negociação e empréstimo para diferentes tipos de ativos, desde imóveis a contratos de empréstimo e obras de arte.


Ao permitir representações digitais de ativos físicos, os NFTs são um passo à frente na reinvenção dessa infraestrutura. Certamente, a ideia de representações digitais de ativos físicos não é nova nem o uso de identificação única. No entanto, quando esses conceitos são combinados com os benefícios de uma blockchain de contratos inteligentes à prova de adulteração, eles se tornam uma força potente para a mudança. Talvez o benefício mais óbvio dos NFTs seja a eficiência do mercado. A conversão de um ativo físico em digital agiliza processos e elimina intermediários.


NFTs que representam obras de arte digitais ou físicas em um blockchain eliminam a necessidade de agentes e permitem que os artistas se conectem diretamente com seu público. Eles também podem melhorar os processos de negócios.


Por exemplo, um NFT para uma garrafa de vinho facilitará a interação de diferentes atores em uma cadeia de suprimentos e ajudará a rastrear sua proveniência, produção e venda durante todo o processo. A consultoria Ernst & Young já desenvolveu tal solução para um de seus clientes.


Os tokens não fungíveis também são excelentes para gerenciamento de identidade. Considere o caso dos passaportes físicos que precisam ser apresentados em todos os pontos de entrada e saída. Ao converter passaportes individuais em NFTs, cada um com suas próprias características de identificação, é possível agilizar os processos de entrada e saída das jurisdições. Expandindo esse caso de uso, os NFTs também podem servir a um propósito de gerenciamento de identidade no âmbito digital.


Resources:

1. https://www.theguardian.com/technology/2022/apr/14/twitter-nft-jack-dorsey-sina-estavi#:~:text=NFTs%20are%20a%20form%20of,fraud%2C%20counterfeits%20and%20market%20manipulation.


2. https://www.investopedia.com/non-fungible-tokens-nft-5115211


1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo